• Da redação

Polícia Civil investiga ataques virtuais efetuados contra a deputada Lêda Borges e o prefeito Pábio


Polícia Civil investiga ataques cibernéticos sofridos pela deputada Lêda Borges e o prefeito Pábio Mossoró

Foto: G1

Através da DERCC (Delegacia Estadual de Repressão a Crimes Cibernéticos), a Polícia Civil do Estado de Goiás está investigando números telefônicos usados em grupos de WhatsApp e para criar perfis em redes sociais para atacar políticos e pessoas comuns.

Recentemente, a operação da DERCC identificou suspeitos de usarem as redes para atacar o deputado Diego Sorgatto (PSDB).

Numa outra frente de investigação, a Polícia Civil apura calúnias, injúrias e difamações sofridos pela deputada Lêda Borges (PSDB) e pelo prefeito Pábio Mossoró (MDB).

Perfis em redes sociais e aplicativos de mensagens instantâneas estariam utilizando, além de telefones comuns. verdadeiros, números virtuais ou Fakes, criados pelos aplicativos WhatsApp Busines e Wabi, para atacar Lêda Borges, Pábio Mossoró e seus seguidores.

Nestes APPs, os criminosos criam números fictícios, utilizados para abertura das contas Fakes, e deles proferem os ataques de maneira, supostamente, segura para o anonimato dos autores.

Mas a Polícia diz ter meios para identificar as origens dos ataques, já que a raiz para a criação dos números falsos exige um verdadeiro que podem, ambos, ser rastreados mesmo após deletados.


Publicidade
Institucional do Novo Gama Mar2021 Retan
Institucional do Novo Gama Mar2021 Retan

Institucional do Novo Gama Mar2021 Retan
Institucional do Novo Gama Mar2021 Retan

1/3