• Carlos Guglielmeli

ICMS sobre a gasolina em Goiás é um dos maiores entre os estados brasileiros


O estado de Goiás tem a terceira maior alíquota de ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) aplicada sobre a gasolina, e a sétima maior taxação sobre o Etanol entre os 26 estados brasileiros e o Distrito Federal.

A alíquota de 30% representa a maior parte do preço pago pelos goianos em cada litro de gasolina. Dos R$ 4,599 cobrados no posto de combustível localizado no bairro Cidade Jardins em Valparaíso de Goiás, cerca de R$ 1,379 abastecem os cofres públicos do estado.

Goiás só não cobra mais imposto que o Rio de Janeiro, que pratica a alíquota de 34% e os estados do Piauí e Minas Gerais, que empatam com a taxação de 31%.

Além do imposto estadual, o preço da gasolina em goiás é composto por 27% das refinarias, 16% de tributos federais (PIS, Pasep, Cofins e Cid), 13% do Etanol adicionado, 10% da margem de lucros dos postos e 4% da distribuição e transporte.

Valores baseados nos preços cobrados pelo Posto da Cidade Jardins em Valparaíso de Goiás no dia 10 de janeiro de 2020

Recentemente o presidente Jair Bolsonaro chegou a sugerir que os governadores reduzissem o ICMS cobrado sobre os combustíveis foceis nos estados, para conter a alta nos preços provocada pala tenção entre Estados Unidos e Irã, mas nenhum deles aceitou a proposta.


Publicidade

1/3
Roleta Russa 2.png
Precisa explicar?