• Carlos Guglielmeli

Bolsonaro ataca deputado goiano pelo Twitter e recebe resposta, "o governo dele está ao lado do


Bolsonaro ataca deputado goiano pelo Twitter e recebe resposta, "o governo dele está ao lado dos banqueiros"

Em sua conta no Twitter, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) criticou a ADI (Ação Direta de Inconstitucionalidade) impetrada pelo partido Podemos no STF (Supremo Tribunal Federal) contra a taxação dos limites do “cheque espacial” acima de R$ 500.

Junto à limitação dos juros cobrados no cheque especial em 8%, o CMN (Conselho Monetário Nacional) autorizou aos bancos a cobrarem uma taxa de 0,25% sobre os limites acima de R$ 500, mesmo quando não estiverem utilizados.

O partido PODEMOS entrou com uma Ação Direta de Inconstitucionalidade no STF. Contra a cobrança de tarifa no cheque especial. A tarifa faz parte que uma medida para reduzir o juros do cheque especial, que passam a ficar limitados em 8% ao mês”, escreveu Bolsonaro.

Para o líder do PODEMOS na Câmara Federal, deputado José Nelto, o presidente Bolsonaro está tirando com uma mão e dando com a outra aos banqueiros, o que na prática cria apenas um efeito midiático, chamado por ele de "demagogia". ...“cobrando taxa de quem tem mais de R$ 500 de cheque especial, mesmo quem não usa. Ora, quem tem R$ 500, R$ 600 de cheque especial não é rico” justificou o parlamentar que completou, “Pensou se a moda pega? A cada dia o governo arruma uma taxa para cobrar algo que as pessoas não usam?

Segundo Nelto, a medida do governo só beneficia os banqueiros que, conforme a justificativa do próprio presidente Bolsonaro, estariam sendo compensados. Uma compensação de algo em torno de R$ 10 bilhões ao ano.

O governo dele [Bolsonaro] está do lado dos banqueiros. Quem está do lado dos pobres é o Podemos”, disse José Nelto ao responder as postagens do presidente no Twitter.

Nesta segunda-feira (13), o goiano também usou a rede social para provocar: "O BB [Banco do Brasil] e o presidente da CEF [Caixa Econômica Federal] decidiram não cobrar a taxa do cheque especial, q fere a constituição no art. 5º e no art. 170. Faço apelo ao pres. do Banco Central, Roberto campos. Para não sofrer dessora na justiça, recue de cobrar essa taxa que vai dar uma ajudinha aos banqueiros de R$ 10 bi", publicou ele.

Fonte das declarações: Portal Mais Goiás / Redes Sociais


Publicidade
Institucional do Novo Gama Mar2021 Retan
Institucional do Novo Gama Mar2021 Retan

press to zoom

press to zoom

press to zoom
Institucional do Novo Gama Mar2021 Retan
Institucional do Novo Gama Mar2021 Retan

press to zoom
1/3