• Carlos Guglielmeli

No seu primeiro ano de governo, Bolsonaro corta o orçamento da saúde, educação e segurança


No seu primeiro ano de governo, Bolsonaro corta o orçamento da saúde, educação e segurança

Em seu primeiro ano de governo, o presidente Jair Bolsonaro reduziu os investimentos em educação, saúde e segurança, mas aumentou os gastos na área de Defesa.

Os dados são do próprio Tesouro Nacional que divulgou o resultado final das contas do Governo Federal em 2019, comparado à 2018.

Na educação, a redução nos investimentos foi de 16%, o que se torna mais grave com os problemas de gestão, pois além dos R$ 3,22 Bilhões que lhe foram cortados, o ministro Abraham Weintraub não conseguiu das destino à R$ 4,5 bilhões no ano passado.

A queda de investimento em saúde e na segurança, também bandeiras prioritárias durante a campanha eleitoral de Bolsonaro, foram respectivamente de 4,3% e 4,1% respectivamente.

Contrariando essa tendência, o setor de defesa teve um crescimento no aporte financeiro de 22,1%, com o investimento incrementado em R$ 4,2 bilhões.

Só no final do ano, o Governo Federal destinou R$ 7,6 bilhões para a Emgepron, estatal da Marinha que fabrica Corvetas, contrariando o discurso de liberalismo da economia que é contrário ao investimento em empresas públicas.


Publicidade
Institucional do Novo Gama Mar2021 Retan
Institucional do Novo Gama Mar2021 Retan

press to zoom

press to zoom

press to zoom
Institucional do Novo Gama Mar2021 Retan
Institucional do Novo Gama Mar2021 Retan

press to zoom
1/3