• Carlos Guglielmeli

OMS declara Emergência Global em decorrência do surto de Coronavírus


Mesmo que a incidência dos casos ainda esteja concentrada na China, com 98% dos diagnósticos confirmados, a OMS (Organização Mundial de Saúde) declarou nesta quinta-feira (30) Emergência de Saúde Pública de Interesse Internacional pelo surto do novo Coronavírus.

Números atualizados mostram que, no mundo inteiro, 9.692 pessoas foram diagnosticadas com o vírus, desde sua aparição em dezembro, das quais 2013 morreram.

A decisão foi tomada pela diretoria da entidade após uma reunião que durou sete horas na tarde desta quinta-feira em Genebra. Na ocasião, especialistas do mundo inteiro foram consultados.

O Comité já havia se reunido outras quatro vezes, mas devido à concentração dos casos na China optou por não fazer o alerta que determina ações sanitárias coordenadas em todo o planeta e vão desde medidas protocolares de controle e prevenção à investimentos públicos.

Embora o número de casos em outros países seja relativamente pequeno em comparação com o registrado na China, devemos agir juntos. Não sabemos o tipo de dano que esse vírus pode causar se ele se espalhar em um país com um sistema de saúde mais frágil. Por isso, declaro emergência em saúde pública internacional”, declarou o diretor geral da OMC, Tedros Adhanom GHebreyesus.

O fato decisivo para que fez o “alarme soar” foi que o número de países com casos confirmados vêm aumentando rapidamente, hoje já são 18, dos quais, em três deles (Japão, Alemanha e Vietnã) o vírus foi diagnosticado em pessoas que não estiveram na China, indicando a contaminação interna, cenário que aumenta o risco de propagação mundial.

No Brasil, ainda não há casos confirmados de Coronavírus, mas o Ministério da Saúde investiga pelo menos nove possíveis infecções em seis Estados brasileiros.

Como é transmitido o Coronavírus, sintomas, tratamentos e precauções:

Os Coronavírus são uma grande família viral que causam infecções respiratórias em seres humanos e em animais. Os Coronavírus humanos causam doença respiratória, de leve a moderada, no trato respiratório superior. Esses vírus receberam esse nome devido às espículas na sua superfície, que lembram uma coroa.

Como ele é transmitido?

O modo de transmissão dos coronavírus humanos comuns acontece das seguintes formas:

  • Pelo ar;

  • Por meio de tosse ou espirro;

  • Contato pessoal próximo, como toque ou aperto de mão;

  • Contato com objetos ou superfícies contaminadas, seguido então de contato com a boca, nariz ou olhos.

O período de incubação dos coronavírus, ou seja, período em que os sintomas surgem desde a infecção no organismo, é de 2 a 14 dias. Já sobre o período de transmissibilidade, de uma forma geral, ocorre apenas enquanto persistirem os sintomas.

Quais os sintomas?

Os coronavírus humanos comuns geralmente causam infecções leves ou moderadas do trato respiratório superior, com curta duração. Os sintomas podem incluir coriza; dor de garganta; febre.

IMPORTANTE: Esses vírus, algumas vezes, podem causar infecção do trato respiratório inferior, como as pneumonias, que são mais comuns em pessoas com doenças cardiopulmonares, com sistema imunológico comprometido ou idosos.

Como tratar?

Não existe tratamento específico para infecções causadas por coronavírus humano.

No caso dos coronavírus humanos comuns, a maioria das pessoas se recuperam sozinhas após alguns dias, com repouso e consumo de bastante água. Porém, algumas medidas podem ser adotadas para aliviar os sintomas, como:

  • Uso de medicamento para dor e febre (antitérmicos e analgésicos).

  • Uso de humidificador no quarto ou tomar banho quente para auxiliar no alívio da dor de garanta e tosse.

  • Ingestão de líquidos.

IMPORTANTE: No caso de suspeita, um médico deve ser consultado imediatamente. Nos casos de pacientes com sintomas graves, é recomendada internação e suporte ventilatório, mas essas medidas variam conforme cada caso e com a devida indicação médica.

Como se prevenir contra a contaminação?

Como prevenir os coronavírus?

Para redução do risco de adquirir ou transmitir doenças respiratórias, especialmente as de grande infectividade como os coronavírus, são recomendadas medidas gerais de prevenção, como:

  • Frequente lavagem e higienização das mãos, principalmente antes de consumir algum alimento.

  • Utilizar lenço descartável para higiene nasal.

  • Cobrir nariz e boca quando espirrar ou tossir.

  • Evitar tocar mucosas de olhos, nariz e boca.

  • Higienizar as mãos após tossir ou espirrar.

  • Não compartilhar objetos de uso pessoal, como talheres, pratos, copos ou garrafas.

  • Manter os ambientes bem ventilados.

  • Evitar contato próximo a pessoas que apresentem sinais ou sintomas de infecção respiratória.

Até o momento, não existe vacina para os coronavírus, sejam os comuns ou os MERS-CoV e SARS-CoV.


Publicidade

1/2
Mortos X Curados.png
Precisa explicar?
Curta nossa Fampage.png