• Carlos Guglielmeli

Grande Prêmio da China de F1 pode ser cancelado por avanço do Coronavírus


Agendado para 19 de abril próximo, o Grande Prêmio da China de Fórmula 1, corre sério risco de não ocorrer devido ao surto de Coronavírus.

Neste mesmo sentido, a Fórmula E anunciou no último domingo (2) o adiamento do ePrix de Sanya.

O coronavírus já infectou mais de 20 mil pessoas, a maioria absoluta na China, onde cerca de 400 pessoas morreram em decorrência da doença. No Brasil 16 casos eram tidos como suspeitos, porém dois foram descartados e os outros 14 seguem sendo investigados.

Houve um grande aumento de casos na China e em outros países. Estamos vendo a transmissão de humano para humano fora da área de Wuhan, o que pode indicar que ele [o Coronavírus] se espalhará ainda mais”, disse ao The Guardian o Dr. Sergio Brusin, especialista do Centro Europeu de Prevenção e Controle de Doenças.

Para Brusin, não há como normalizar a situação sem que público, pilotos e membros das equipes corram risco ser contaminados e saiam espalhando o vírus pelo mundo.

Isso é para o longo prazo. Não é algo que desaparecerá na próxima semana, será muito trabalhoso contê-lo” disse o especialista que completou “O que acontecerá entre agora e abril é extremamente difícil de prever, mas se a infecção continuar se espalhando nesse ritmo, eu não ficaria animado em conseguir ter um ingresso de F1 no bolso”.

O Coronavírus tem um período de incubação, prazo em que o infectado não apresenta sintomas, de 14 dias, aumentando os riscos de disseminação.

Tanto a FIA quanto a F1 reconheceram a situação, houve até uma tentativa de trocar as datas do GP da China com o da Russia, mas sem sucesso, por isso nenhuma mudança foi anunciada pelas entidades.


Publicidade

1/2
Mortos X Curados.png
Precisa explicar?
Curta nossa Fampage.png