• Carlos Guglielmeli

CGU encontra irregularidades no pagamento de R$ 149 milhões em seguro-desemprego


CGU encontra irregularidades no pagamento de R$ 149 milhões em seguro-desemprego

Segundo um relatório de avaliação da CGU (Controladoria Geral da União), o Governo Federal pode ter pago irregularmente R$ 149 milhões em seguro-desemprego no ano de 2018.

Com o objetivo identificar a existência de pagamentos com alguma situação de irregularidade, a auditoria foi feita por meio do cruzamento de dados da Base de Gestão do Seguro-Desemprego (BGSD) com os de outras bases da administração pública federal.

Ao todo, foram identificadas 165 mil parcelas do benefício "em situação de potencial irregularidade", que teriam sido pagas a 53.597 segurados.

"As situações identificadas mostram parcelas de seguro-desemprego pagas a CPF que não existe ou que não está regular perante a Receita Federal, pagamento a beneficiários falecidos, pagamento a beneficiários que possuíam outra fonte de renda, pagamento a beneficiários sem vínculo na Relação Anual de Informações Sociais (RAIS), pagamento em quantidade de parcelas ou valores acima do limite legalmente definido, pagamento a beneficiários que foram demitidos por justa causa e pagamento sem observar a carência legal entre uma requisição e outra", apontou a CGU.

Os auditores apontam como possíveis causas das irregularidades a não verificação informatizada e periódica de dados dos beneficiários e dos dados do requerimento do benefício, a partir da comparação com outras bases de dados no âmbito federal, por parte da unidade responsável pelo seguro-desemprego no Ministério da Economia.


Publicidade
Institucional do Novo Gama Mar2021 Retan
Institucional do Novo Gama Mar2021 Retan

press to zoom

press to zoom

press to zoom
Institucional do Novo Gama Mar2021 Retan
Institucional do Novo Gama Mar2021 Retan

press to zoom
1/3