• Carlos Guglielmeli

Além da má qualidade da obra, nova entrada do Valparaíso II pode trazer riscos para transeuntes


Moradores denunciam má qualidade e riscos oferecidos pela obra realizada pela prefeitura na entrada do Valparaíso II /Fotos: Reprodução

Após duas chuvas mais fortes, uma com o volume de 18mm na segunda-feira (21) e outra de 24mm espaçados na quarta-feira (23), o novo balão de acesso ao Valparaíso II ficou destruído e se mostrou ainda pior do que o que havia antes.


A má qualidade da obra realizada pela prefeitura de Valparaíso de Goiás, comandada pelos reeleitos Pábio Mossoró (MDB) e Zeli Fritscher (PDT), já vinha sendo discutida por moradores e comerciantes nas redes sociais, porém o temor agora é pelo suposto risco de morte oferecido à motoristas e pedestres pelos Bolsões de Contenção abertos as margens da BR 040.

Novo balão de entrada do Valparaíso II, já completamente destruído após duas chuvas / Foto: Reprodução

O bolsão da entrada do Valparaíso II é um grande buraco com quase 3 metros de profundidade, aberto a menos de 10 metros da rodovia, sem nenhuma proteção de segurança, inclusive em perímetro no qual os meios-fios estão rebaixados.

Bolsão de contenção de água com cerca de 3 metros de profundidade escavado a menos de 10 metros da BR040
"Quando a água vem fica tudo igual, não dá para saber o que é pista e o que é canteiro, além disso o que a gente vê aqui é uma enxurrada. Para um carro cair ali dentro não é difícil não. Isso foi muito mal feito e não adiantou nada, fez foi piorar mais a entrada da cidade, Negócio mal feito", desabafou a moradora Maria de Lourdes Souza.

Além do Bolsão, a equipe de Infraestrutura da cidade ampliou as pressas, pois só reparou a necessidade da intervenção após boa parte da execução da obra de pavimentação, a galeria de captação das águas pluviais, que também é apontado como uma armadilha contra a segurança de transeuntes.

Capitação das águas da chuva recém construída pela prefeitura de Valparaíso de Goiás oferece risco para motoristas e transeuntes
"Aquilo ali funciona como um ralo gigante, se uma pessoa cair lá encima e for arrastada, vai ser sugada por essas manilhas, vai simplesmente desaparecer. Não tem nenhuma proteção aqui, virou uma grande armadilha. Não entendo a mente de quem fez um negócio como esse", reclamou o comerciante José Rodrigues.


Segundo o portal da transparência, o valor da obra contratada foi de R$ 1.943.047,06 e a empresa executora é a MAXPAV Terraplanagem & Construções Ltda. sediada no Setor de Chácaras Ypiranga.


O Jornal Opção do Entorno entrou em contato com a Assessoria da prefeitura e até o momento não recebeu retorno sobre o assunto.

Veja um vídeo de como já se encontra a pavimentação do novo balão de acesso do Valparaíso II, liberado para tráfego a menos de 3 semanas:


Mortos X Curados.png
Precisa explicar?
Curta nossa Fampage.png