• Carlos Guglielmeli

Após 3 anos da liberação do recurso, PAC Anhanguera tem apenas 63% do projeto executivo elaborado


PAC Anhanguera atrasa na parte que cabe à Prefeitura de Valparaíso de Goiás / Foto: Google Maps

Em resposta à consulta feita pelo morador Lourinaldo Rocha, a Caixa Econômica Federal, instituição responsável pela liberação de recursos federais destinados à infraestrutura pública e outros, informou, via Ministério do desenvolvimento, que o projeto executivo do PAC Anhanguera está apenas 63% (sessenta e três porcento) concluso.


O atraso da parte que cabe à Prefeitura de Valparaíso de Goiás para a liberação dos R$ 116 milhões destinados às obras, persiste desde 27 de março de 2018, quando a gestão Pábio Mossoró e Zeli Fritsche assinou o convênio de R$ 1,3 milhão com o Governo Federal para a contratação dos estudos.


Esse recurso total é considerado a única possibilidade de solução para os problemas enfrentados pelos moradores do Anhanguera, que sofrem com a total falta de infraestrutura, as perigosas enchentes vistas recentemente, a lama, a poeira no tempo seco, a falta de trafegabilidade nas ruas completamente esburacadas, a falta de transporte por isso, o esgoto as vezes correndo a céu aberto, a falta de segurança pela falta de iluminação, entre outros.


"Não é possível que em tanto tempo, quase três anos, o nosso governo não tenha tido a capacidade de fazer a sua parte. Tem sempre um anuncio de que fizeram isso ou fizeram aquilo, mas agora vem essa notícia de que eles fizeram só a metade e mais um pouco do que deveriam. É revoltante. Enquanto eles brincam de ser incompetentes, a gente sofre", desabafou o morador do bairro, Edney.


Mais além do bairro que dá nome ao conjunto de obras previstas nessa verba, o projeto prevê a solução para as enchentes causadas pelas chuvas na parte oeste da cidade e a beira da BR040, já que vão concluir a drenagem das águas pluviais desde a rodovia.


Segundo a Caixa, outro impeditivo para a liberação do recurso para a execução das obras previstas no PAC é a judicialização da licitação para a construção da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) que vai atender o setor Anhanguera em Valparaíso e um outro bairro em Novo Gama.

Veja a manifestação enviada no dia 30 de dezembro de 2020

Manifestação Ministério do Desenvolvimen
.
Download • 176KB

Publicidade
Institucional do Novo Gama Mar2021 Retan
Institucional do Novo Gama Mar2021 Retan

press to zoom

press to zoom

press to zoom
Institucional do Novo Gama Mar2021 Retan
Institucional do Novo Gama Mar2021 Retan

press to zoom
1/3