• Carlos Guglielmeli

Após erro revelado, AstraZeneca deve fazer novo teste global da vacina contra a Covid-19


Foto: Reuters - Dado Ruvic

Uma das candidatas à imunizante contra o novo coronavírus mais adiantadas do planeta e principal aposta do governo Bolsonaro vai ter que ser submetida a novo teste global após a revelação de um erro de dosagem aplicada em parte dos primeiros voluntários.


A possibilidade dessa etapa adicional para a comprovação da eficácia da vacina desenvolvida pela AstraZeneca em cooperação com a universidade inglesa de Oxford e a brasileira Fiocruz, foi anunciada pelo presidente-executivo da farmacêutica, Pascal Soriot, diante da queda de confiança gerada sobre o imunizante.


O erro descoberto foi que parte dos voluntários receberam meia dose na primeira aplicação e uma dose completa apenas na segunda injeção. Para esses, a eficácia da vacina ficou nos anunciados 90%. Já para quem receberam as doses completas, conforme pretendido e publicado pelo estudo, a eficiência da vacina caiu para 62%, fazendo uma média de apenas 70%.


Com a descoberta, a parametrização dos estudos feitos pela AstraZeneca perde parte da sua validade.


"Agora que descobrimos o que parece ser uma eficácia melhor, temos que validar isso, por isso precisamos fazer um estudo adicional", disse o constrangido CEO à reportagem da Bloomberg News.
Publicidade
Institucional do Novo Gama Mar2021 Retan
Institucional do Novo Gama Mar2021 Retan

press to zoom

press to zoom

press to zoom
Institucional do Novo Gama Mar2021 Retan
Institucional do Novo Gama Mar2021 Retan

press to zoom
1/3