• Carlos Guglielmeli

Após erro revelado, AstraZeneca deve fazer novo teste global da vacina contra a Covid-19


Foto: Reuters - Dado Ruvic

Uma das candidatas à imunizante contra o novo coronavírus mais adiantadas do planeta e principal aposta do governo Bolsonaro vai ter que ser submetida a novo teste global após a revelação de um erro de dosagem aplicada em parte dos primeiros voluntários.


A possibilidade dessa etapa adicional para a comprovação da eficácia da vacina desenvolvida pela AstraZeneca em cooperação com a universidade inglesa de Oxford e a brasileira Fiocruz, foi anunciada pelo presidente-executivo da farmacêutica, Pascal Soriot, diante da queda de confiança gerada sobre o imunizante.


O erro descoberto foi que parte dos voluntários receberam meia dose na primeira aplicação e uma dose completa apenas na segunda injeção. Para esses, a eficácia da vacina ficou nos anunciados 90%. Já para quem receberam as doses completas, conforme pretendido e publicado pelo estudo, a eficiência da vacina caiu para 62%, fazendo uma média de apenas 70%.


Com a descoberta, a parametrização dos estudos feitos pela AstraZeneca perde parte da sua validade.


"Agora que descobrimos o que parece ser uma eficácia melhor, temos que validar isso, por isso precisamos fazer um estudo adicional", disse o constrangido CEO à reportagem da Bloomberg News.
Mortos X Curados.png
Precisa explicar?
Curta nossa Fampage.png