• Carlos Guglielmeli

Asfalto entregue pelo governo Pábio Mossoró não suporta a primeira chuva. Denunciam Moradores

Atualizado: Set 28


Foto de rua no Bairro Ipanema, asfaltada recentemente pela prefeitura de Valparaíso


Nos últimos dias o principal assunto debatido nas redes sociais de residentes em Valparaíso de Goiás são as denúncias da má qualidade do asfalto entregue pelo prefeito Pábio Mossoró (MDB) em vários bairros.


Após mais de 100 dias de estiagem, bastou apenas dois com pequenas chuvas, uma de 5mm na terça-feira (22) e outra de 4mm na quarta-feira (23), para que o asfalto recentemente entre pelo governo Mossoró ficasse, em sua boa parte, danificado.


Com no máximo 2 meses após a entrega, sendo algumas ruas finalizadas a apenas semanas, o asfalto que já vinha recebendo críticas por estar sendo feito "as pressas" e às vésperas das eleições, após três anos e meio sem essas obras na cidade, está completamente destruído em alguns lugares.


No bairro Ipanema, que junto do Araruama e do Pacaembu recebeu um investimento de pouco mais de R$ 5,16 milhões, formaram-se valas nos cantos das vias que impedem a entrada de carros nas casas e moradores chegaram a publicar vídeos, no qual um mostra o asfalto transformado em brita solta e escorrido todo para a esquina.


Em 17 de fevereiro deste ano, as obras citadas no contrato 100.181/2019 foram lançadas pelo prefeito Pábio no bairro Araruama, com a informação de que a mesma recebia R$ 3 milhões de emendas do deputado federal Célio Silveira, porém no portal da transparência o edital de licitação e a homologação da empresa vencedora do certame falam sobre financiamento 100% municipal, o que gera dúvida sobre origem e finalidades dos recursos.


Fonte da secretaria de Infraestrutura local, informou que os danos às obras de pavimentação feitas sem a fixação de meio fio eram esperados, principalmente em ruas com aclive ou declive acentuado.








Publicidade

1/2
Mortos X Curados.png
Precisa explicar?
Curta nossa Fampage.png