• Carlos Guglielmeli

Bolsonaro diz que Moro é egoísta e tentou barganhar vaga no STF



O presidente Jair Bolsonaro disse em coletiva concedida na tarde desta sexta-feira (25), ao lado de todos os seus ministros, que além de ser "egoísta" e apenas pensar em si, Sergio Moro teria concordou com a exoneração do Diretor Geral da Polícia Federal, Maurício Valeixo, para apenas depois de sua indicação ao STF (Supremo Tribunal Federal).


"O senhor pode tirar o Valeixo, sim, mas em novembro, depois que me indicar para o Supremo Tribunal Federa", teria dito Moro, segundo as explicações do presidente.


.Sobre a demissão de Valeixo, e a possível interferência na Polícia Federal, Bolsonaro questionou:


"Falava-se em interferência minha na Polícia Federal. Oras, se eu posso trocar um ministro, por que não posso trocar um diretor da Polícia Federal?"


Adiante o presidente cobrou um outro resultado para o inquérito que apurou o atentado que sofrera quando ainda era candidato. Bolsonaro não se conforma com a conclusão do inquérito e do julgamento de Adélio Bispo, altor da facada, considerado psicótico e autor único da tentativa de assassinato.


Durante as partes improvisadas da sua fala, o presidente deixou escapar que de fato quer um diretos na PF com diálogo direto com ele e que lhe passe informações diretas e diárias sobre as ações da corporação para ele "bem decidir o futuro dessa nação", exatamente contra o que Sérgio Moro se rebelou.



Publicidade

1/2
Mortos X Curados.png
Precisa explicar?
Curta nossa Fampage.png