• Carlos Guglielmeli

Bolsonaro perde popularidade e tem aprovação abaixo de governadores e do ministro da saúde



Pela primeira vez desde o início do seu mandato, a aprovação do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) fica abaixo dos 40%.

A “Pesquisa XP com a População”, realizada em parceria com o instituto Ipespe, mostra que o governo Bolsonaro hoje é avaliado como ruim ou péssimo por 42% dos entrevistados, um número que era de 36% no mês anterior.

O resultado está dentro da margem de erro, que é de 3,2% e, segundo as perguntas relacionadas ao combate à pandemia do coronavírus, a piora da avaliação positiva de Bolsonaro, compilada em 29% atualmente, é diretamente relacionada ao seu comportamento diante da gravidade do vírus.

Neste sentido, o presidente foi ultrapassado em popularidade pelos governadores, aprovados por 59% dos entrevistados, pelo ministro da saúde Henrique Mandetta, que tem a aprovação de 68% e os profissionais da saúde que batem 87% de aprovação entre os brasileiros, segundo a pesquisa.

Até o Congresso Nacional com 30%, o Supremo Tribunal Federal com 29% e o ministro Paulo Guedes com 37% de avaliação positiva, têm maior aprovação que o presidente no momento.

A pesquisa também detectou a deterioração da expectativa positiva para o restante do governo Bolsonaro, antes 33% das pessoas achavam que ele seria ruim ou péssimo, agora são 37%.

O inverso acontece novamente com os governadores de estados, que antes eram mal avaliados por 27% dos entrevistados e hoje essa porcentagem caiu para 15%.

A pesquisa ouviu 1000 pessoas, por telefone, entre os dias 30 de março e primeiro de abril e leva em conta sexo, região, idade, tipo de cidade, religião, porte do município, ocupação, nível educacional e renda.

Publicidade
Institucional do Novo Gama Mar2021 Retan
Institucional do Novo Gama Mar2021 Retan

Institucional do Novo Gama Mar2021 Retan
Institucional do Novo Gama Mar2021 Retan

1/3