• Carlos Guglielmeli

Bolsonaro perde popularidade e tem aprovação abaixo de governadores e do ministro da saúde



Pela primeira vez desde o início do seu mandato, a aprovação do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) fica abaixo dos 40%.

A “Pesquisa XP com a População”, realizada em parceria com o instituto Ipespe, mostra que o governo Bolsonaro hoje é avaliado como ruim ou péssimo por 42% dos entrevistados, um número que era de 36% no mês anterior.

O resultado está dentro da margem de erro, que é de 3,2% e, segundo as perguntas relacionadas ao combate à pandemia do coronavírus, a piora da avaliação positiva de Bolsonaro, compilada em 29% atualmente, é diretamente relacionada ao seu comportamento diante da gravidade do vírus.

Neste sentido, o presidente foi ultrapassado em popularidade pelos governadores, aprovados por 59% dos entrevistados, pelo ministro da saúde Henrique Mandetta, que tem a aprovação de 68% e os profissionais da saúde que batem 87% de aprovação entre os brasileiros, segundo a pesquisa.

Até o Congresso Nacional com 30%, o Supremo Tribunal Federal com 29% e o ministro Paulo Guedes com 37% de avaliação positiva, têm maior aprovação que o presidente no momento.

A pesquisa também detectou a deterioração da expectativa positiva para o restante do governo Bolsonaro, antes 33% das pessoas achavam que ele seria ruim ou péssimo, agora são 37%.

O inverso acontece novamente com os governadores de estados, que antes eram mal avaliados por 27% dos entrevistados e hoje essa porcentagem caiu para 15%.

A pesquisa ouviu 1000 pessoas, por telefone, entre os dias 30 de março e primeiro de abril e leva em conta sexo, região, idade, tipo de cidade, religião, porte do município, ocupação, nível educacional e renda.

Publicidade
Institucional do Novo Gama Mar2021 Retan
Institucional do Novo Gama Mar2021 Retan

press to zoom

press to zoom

press to zoom
Institucional do Novo Gama Mar2021 Retan
Institucional do Novo Gama Mar2021 Retan

press to zoom
1/3