• Carlos Guglielmeli

Bolsonaro veta R$ 8,6 bi em ajuda à estados e municípios para combate ao Covid-19

Dinheiro viria de fundo suspenso em 1.988



O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) sancionou nesta quarta-feira (3) a lei que extingue o fundo de reservas monetárias formado pelas receitas do IOF (Imposto sobre Operações Financeiras), mas vetou o repasse desse recurso para o combate ao novo coronavírus nos estados e municípios. A decisão foi publicada na edição desta quarta-feira, 3, do Diário Oficial da União.


O fundo, que tem R$ 8,6 bilhões, foi criado em 1966 e abastecido com reservas do Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) até ser suspenso em 1.988, por ser considerado irregular.


A intenção inicial do governo Bolsonaro era usar o recurso para pagamento da dívida pública, porém o presidente da Câmara Federal, deputado Rodrigo Maia (DEM), informou que os parlamentares diziam que havia um acordo com o Planalto sobre o tema, por isso o veto causou estranheza.


Nas razões dos vetos enviadas ao Congresso Nacional, Bolsonaro afirma que, ao alterar a destinação final dos recursos por meio de emenda parlamentar, o projeto de lei de conversão “inova e veicula matéria diversa do ato original, em violação aos princípios da reserva legal e do poder geral de emenda”. “Ademais, o projeto cria despesa obrigatória ao Poder Público, ausente ainda o demonstrativo do respectivo impacto orçamentário e financeiro no exercício corrente e nos dois subsequentes”, afirma o presidente.

Publicidade
Institucional do Novo Gama Mar2021 Retan
Institucional do Novo Gama Mar2021 Retan

press to zoom

press to zoom

press to zoom
Institucional do Novo Gama Mar2021 Retan
Institucional do Novo Gama Mar2021 Retan

press to zoom
1/3