• Carlos Guglielmeli

Caiado afirma que Goiás não vai comprar vacinas contra Covid-19 por conta própria


Foto: Pedro Ladeira / Folhapress

Nesta quarta-feira (9), o governador de Goiás, Ronaldo Caiado (DEM), afirmou que o estado não vai comprar vacinas contra a Covid-19 por conta própria e vai seguir o calendário de imunização importo pelo Ministério da Saúde.


Caiado se posicionou contra à iniciativa do governador de São Paulo, João Dória (PSDB), que está se antecipando aos atrasos do governo federal, considerando retardatário até entre países latino americanos, na tentativa iniciar a imunização dos paulistas o quanto antes.


"O estado pode comprar a vacina, vai propor sua política de vacinação? Não, isso não existe", justificou o governador.


Ronaldo Caiado informou que os insumos necessários para vacinar a população estão providenciados, inclusive mencionou já ter realizado a compra de, por exemplo, seringas, mesmo que o Ministério da Saúde ainda não tenha divulgado o cronograma definitivo de vacinação contra a Covid-19


"O Plano Nacional de Imunização é uma prerrogativa única do Ministério da Saúde. Aquilo que é obrigação do estado, o estado de Goiás está à frente, tendo adquirido todo esse material e insumos necessários para iniciarmos a vacinação. Então, não tem vacinação do estado de Goiás, de São Paulo ou do Acre. Existe a imunização que será feita pelo Ministério da Saúde distribuída aos estados de acordo com os grupos identificados como prioritários", disse ele.


Até o momento não há nenhuma vacina com registro na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), mas governadores esperam que, quando os imunizantes conseguirem registros em agências internacionais, elas também sejam liberadas para uso emergencial no Brasil.

Publicidade
Institucional do Novo Gama Mar2021 Retan
Institucional do Novo Gama Mar2021 Retan

press to zoom

press to zoom

press to zoom
Institucional do Novo Gama Mar2021 Retan
Institucional do Novo Gama Mar2021 Retan

press to zoom
1/3