• Carlos Guglielmeli

Comércio permanece aberto, declara o prefeito Pábio Mossoró



O prefeito de Valparaíso de Goiás, Pábio Mossoró (MDB), anunciou em sua rede social nesta terça-feira (30) que não vai seguir o decreto assinado pelo Governador Ronaldo Caiado (DEM) com duras medidas de isolamento social para a prevenção contra o novo coronavírus.


Caiado determinou o Lockdown intermitente no estado, onde todas as atividades econômicas não essenciais ficam proibidas por 14 dias, voltando a ser liberadas após este prazo pelos mesmos 14 dias, num ciclo que deve se repetir até o final de setembro.


A decisão do governador foi tomada com base em estudos apresentados pela UFG (Universidade Federal de Goiás) em que são estimadas 18 mil mortes causadas pelo novo coronavírus no estado até o fim do mês de setembro, caso o ritmo de contaminação e óbitos sigam na linha atual.


"Eu quero dizer aos comerciantes que nós não vamos acompanhar a decisão do governador Ronaldo Caiado com relação ao fechamento dos 14 dias" disse Mossoró.


Pábio adiantou que vai publicar um decreto na quarta-feira (01) com medidas mais rígidas, relacionadas à prevenção ao contágio pelo Covid-19.


"Nós vamos criar aí algumas medidas mais severas, justamente para que o comercio continue funcionando, mas que também possamos garantir a segurança e a saúde das pessoas", declarou o prefeito.


Pábio Mossoró também informou que essa é uma decisão conjunta dos prefeitos goianos que integram a RIDE (Região Integrada de Desenvolvimento Econômico), composta por municípios limítrofes com o Distrito Federal, dos quais quatro estão no TOP 10 estadual em número de casos de contaminação pelo Covid-19: Águas Lindas, Luziânia, Valparaíso e Planaltina, na ordem de gravidade da crise.

Publicidade

1/2
Mortos X Curados.png
Precisa explicar?
Curta nossa Fampage.png