• Carlos Guglielmeli

Com o apoio de Bolsonaro e do PT, Pacheco vence eleição no Senado

O senador Rodrigo Pacheco (DEM-MG), de 44 anos, confirmou o favoritismo na noite desta segunda-feira (01) e se elegeu, ainda em primeiro turno, como novo presidente do Senado.


Pacheco, que é aliado do presidente Jair Bolsonaro, contava com o apoio de Davi Alcolumbre (DEM-AP), seu antecessor, e do PT (Partido dos Trabalhadores) foi eleito para o biênio 2021-2022.


Com o apoio de Bolsonaro e do PT, Rodrigo Pacheco (DEM) é eleito presidente do Senado Federal / Foto: Jefferson Rudy - Agência Senado

Conforme revelou o Estadão, o governo liberou um total de R$ 3 bilhões em verbas extras para deputados e senadores no chamado "toma lá, dá cá" pelos votos necessários para o resultado.


Favorito, Pacheco conseguiu 57 votos, enquanto Simone Tebet recebeu o apoio de 21 outros senadores. Três dos 81 senadores não compareceram à votação. Para ser eleito, um candidato precisava ter o apoio de pelo menos 41 senadores.


Com formação em Direito, Rodrigo Pacheco prometeu agir com independência em relação ao Planalto e fez um discurso de pacificação. Nos bastidores, a vitória era dada como certa antes mesmo da votação sigilosa, contando com o apoio não só de bolsonaristas, mas também de partidos da oposição.


Católico, ele está no primeiro mandato como senador e presidirá o Senado até fevereiro de 2023.

Publicidade
Institucional do Novo Gama Mar2021 Retan
Institucional do Novo Gama Mar2021 Retan

press to zoom

press to zoom

press to zoom
Institucional do Novo Gama Mar2021 Retan
Institucional do Novo Gama Mar2021 Retan

press to zoom
1/3