• Carlos Guglielmeli

Com o apoio de Bolsonaro e do PT, Pacheco vence eleição no Senado

O senador Rodrigo Pacheco (DEM-MG), de 44 anos, confirmou o favoritismo na noite desta segunda-feira (01) e se elegeu, ainda em primeiro turno, como novo presidente do Senado.


Pacheco, que é aliado do presidente Jair Bolsonaro, contava com o apoio de Davi Alcolumbre (DEM-AP), seu antecessor, e do PT (Partido dos Trabalhadores) foi eleito para o biênio 2021-2022.


Com o apoio de Bolsonaro e do PT, Rodrigo Pacheco (DEM) é eleito presidente do Senado Federal / Foto: Jefferson Rudy - Agência Senado

Conforme revelou o Estadão, o governo liberou um total de R$ 3 bilhões em verbas extras para deputados e senadores no chamado "toma lá, dá cá" pelos votos necessários para o resultado.


Favorito, Pacheco conseguiu 57 votos, enquanto Simone Tebet recebeu o apoio de 21 outros senadores. Três dos 81 senadores não compareceram à votação. Para ser eleito, um candidato precisava ter o apoio de pelo menos 41 senadores.


Com formação em Direito, Rodrigo Pacheco prometeu agir com independência em relação ao Planalto e fez um discurso de pacificação. Nos bastidores, a vitória era dada como certa antes mesmo da votação sigilosa, contando com o apoio não só de bolsonaristas, mas também de partidos da oposição.


Católico, ele está no primeiro mandato como senador e presidirá o Senado até fevereiro de 2023.

Mortos X Curados.png
Precisa explicar?
Curta nossa Fampage.png