• Carlos Guglielmeli

Com pneu furado e se arrastando pela pista, Hamilton vence o inusitado GP da Inglaterra


Foto: XPB Imagens

Correndo em casa, neste domingo (2) o britânico Lewis Hamilton conquistou sua 87ª vitória na Fórmula 1, após uma última volta dramática no GP de Silvertone na Inglaterra.


Apesar dos dois Safety Car causados pelos acidentes de Kevin Magnussen (Haas) e Daniil Kvyat (AlphaTauri), a corrida acontecia de certa forma tranquila, na volta 50, das 52 previstas para a corrida, tudo indicava que as primeiras posições seguiriam inalteradas até a bandeirada final. Mas não foi bem assim. Com o alto consumo dos pneus em Silverstone, o GP acabou se tornando inesperado em seus giros finais.


Valtteri Bottas teve um pneu furado na penúltima volta, quando caminhava para terminar na segunda posição. Com isso caiu para a 11ª posição. Max Verstappen assumiu a segunda posição e Charles Leclerc subiu para terceiro, completando o pódio.


Logo depois Carlos Sainz, que largou em 7º e assumiu a quinta posição já na largada, também teve seu pneu furado nas voltas finais e terminou a corrida apenas em 13º.


Na sequência foi a vez do líder e protagonista da temporada, Lewis Hamilton, ter o pneu da sua Mercedes W11 furado, mas com a vantagem de mais de 30 segundos que tinha imposto para a Red Bull de Vertappens, ainda conseguiu se arrastar na pista até a vitória, 5 segundos à frente do rival.


Daniel Ricciardo foi o quarto colocado, à frente de Norris. Ocon, Gasly, Albon, Stroll e Vettel, que completaram a zona de pontuação na rodada.


Veja a classificação final do GP da Inglaterra 2020:

1) Lewis Hamilton (Mercedes)

2) Max Verstappen (Red Bull/Honda)

3) Charles Leclerc (Ferrari)

4) Daniel Ricciardo (Renault)

5) Lando Norris (McLaren/Renault)

6) Esteban Ocon (Renault)

7) Pierre Gasly (AlphaTauri/Honda)

8) Alexander Albon (Red Bull/Honda)

9) Lance Stroll (Racing Point/Mercedes)

10) Sebastian Vettel (Ferrari)

11) Valtteri Bottas (Mercedes)

12) George Russell (Williams/Mercedes)

13) Carlos Sainz Jr. (McLaren/Renault)

14) Antonio Giovinazzi (Alfa Romeo/Ferrari)

15) Nicholas Latifi (Williams/Mercedes)

16) Romain Grosjean (Haas/Ferrari)

17) Kimi Räikkönen (Alfa Romeo/Ferrari)

Abandonou) Daniil Kvyat (AlphaTauri/Honda)

Abandonou) Kevin Magnussen (Haas/Ferrari)

Abandonou) Nico Hülkenberg (Racing Point/Mercedes)

Publicidade

1/2
Mortos X Curados.png
Precisa explicar?
Curta nossa Fampage.png