• Carlos Guglielmeli

Em busca de apoio no Congresso Nacional, Bolsonaro entrega diretoria bilionária ao chamado centrão

Foi publicada nesta segunda-feira, 18, no Diário Oficial da União (DOU) a nomeação de Garigham Amarante Pinto como Diretoria de Ações Educacionais do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE).


Na busca de uma base de apoio no Congresso Nacional, que lhe defenda de um possível processo de Impeachment e garanta a aprovação de matérias interessantes ao governo, a nomeação é outra tentativa de aproximação do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) com grupo de partidário chamado de Centrão.


Garigan é homem da confiança de Valdemar da Costa Neto, condenado no processo do mensalão e presidente do PL, legenda do bloco.


Sob pressão, inclusive de aliados, e acusações que estão sendo apuradas pelo Supremo Tribunal Federal (STF), Bolsonaro passou a negociar cargos com os partidos do Centrão em troca de votos no Congresso, reeditando a "velha política do toma lá, dá cá".


Nessa nomeação específica, o presidente desautorizou o ministro da educação, Abraham Weintraub, um dos mais arraigados integrantes da ala ideológica do governo, que resistiu à indicação, mas foi vencido.


Espera-se que o comando geral do FNDE, responsável por um orçamento de aproximadamente R$ 40 bilhões, seja entregue a uma indicação da ala partidária já nos próximos.

Publicidade

1/2
Mortos X Curados.png
Precisa explicar?
Curta nossa Fampage.png