• Carlos Guglielmeli

Especialista diz que governo Bolsonaro cometeu crime ao assinar por Moro, "Falsidade Ideológica"



O ex-juiz e agora ex-ministro da justiça e segurança também, Sérgio Moro, foi categórico ao afirmar que ele não assinou eletronicamente a exoneração do ex-diretor-geral da Polícia Federal Maurício Valeixo, como consta no Diário Oficial da União desta sexta-feira (24).


"A exoneração [de Valeixo] que foi publicada: eu fiquei sabendo pelo Diário Oficial, pela madrugada. Eu não assinei esse decreto. Em nenhum momento isso me foi trazido, em nenhum momento o diretor-geral da Polícia Federal apresentou um pedido formal de exoneração. Depois, ele me comunicou que ontem à noite recebeu uma ligação dizendo que ia sair a exoneração a pedido e se ele concordava", explicou o ex-juiz da Lava Jato.


Sérgio Moro ainda completa com uma frase que chamou a atenção na coletiva:


"Eu, sinceramente, fui surpreendido. Achei que isso foi ofensivo. Vi que depois a Secom [Secretaria de Comunicação] afirmou que houve essa exoneração a pedido, mas isso de fato não é verdadeiro",


Segundo uma publicação em rede social do Dr. Ronaldo Lemos, advogado especialista em temas de tecnologia, mídia e propriedade intelectual, "se alguém tiver usado o certificado digital do ministro Sergio Moro sem sua autorização para assinar a exoneração do diretor da PF, isso pode configurar crime de falsa identidade ou falsificação de sinal público", crimes que têm pena de 2 a 6 anos, com aumenta em 1/6 se o agente for funcionário público.


Do outro lado, mais cedo a Secretaria de Comunicação do governo afirmou que Moro teria não apenas assinado a exoneração de Valeixo, como a saída do ex-diretor-feral da PF teria sido "a pedido do ministro".


O órgão acusou a imprensa de mentir sobre o caso:


"Ao contrário do que parte da imprensa está noticiando, a exoneração do sr. Maurício Valeixo se deu A PEDIDO do próprio. Contra fake news, busque sempre a fonte primária da informação", publicou a a Secom, ainda antes do pronunciamento de Moro.
Publicidade

1/2
Mortos X Curados.png
Precisa explicar?
Curta nossa Fampage.png