• Carlos Guglielmeli

Fachin leva pedido de Aras para suspender inquérito das Fake News ao plenário do STF


O ministro do STF (Supremo Tribunal Federal), Edson Fachin, decidiu deixar a decisão sobre a continuidade ou não das investigações do inquérito das Fake News com o plenário da Corte.


Ao submeter o caso para o colegiado, Fachin optou por não conceder a liminar pedida pelo procurador-geral da República, Augusto Aras, para suspender imediatamente a apuração, que atingiu empresários e aliados do presidente Jair Bolsonaro.


Fachin é o relator de uma ação do partido Rede Sustentabilidade que contesta o inquérito das fake news, aberto no ano passado por iniciativa do presidente do STF, ministro Dias Toffoli, à revelia do Ministério Público.


Em maio de 2019, Fachin já havia levado ao plenário da Corte um pedido de medida liminar do partido Rede Sustentabilidade para suspender o inquérito das Fake News, instaurado pelo próprio Supremo para apurar ameaças, ofensas e Fake News disparadas contra integrantes da Corte e seus familiares. Até agora, nenhum dos 11 integrantes do tribunal se manifestaram sobre o caso.


Não há previsão de quando o tribunal vai analisar o tema



Publicidade

1/3
Roleta Russa 2.png
Precisa explicar?