• Carlos Guglielmeli

Hamilton vence corrida com quatro largadas


Foto: Lat Images

Lewis Hamilton, piloto da Mercedes, venceu o caótico primeiro Grande Prêmio da Toscana da história da Fórmula 1.


A corrida foi marcada por oito abandonos, quase todos como resultados de acidentes no veloz e exigente circuito de Mugello. Foi a vitória número 90 do britânico, que pode igualar o recorde de Michael Schumacher na próxima corrida.


Hamilton somou, além dos 25 pontos da vitória, mais um com a volta rápida da corrida, com o tempo de 1:18.833s.


Valtteri Bottas completou a dobradinha da Mercedes na segunda posição, enquanto Alexander Albon da Red Bul conseguiu seu primeiro pódio na Fórmula 1 em terceiro.


Daniel Ricciardo em sua Renault esteve com uma posição no pódio durante boa parte da corrida, mas foi superado nas voltas finais pelo companheiro de Vertappen, que teve problemas de potência na primeira largada, caiu para trás no Grid, foi tocado acabou preso na caixa de britas.


Sergio Pérez foi o quinto colocado com a Racing Point, equipe que deixará no fim do ano, terminando à frente da McLaren de Lando Norris em 6º e Daniil Kvyat, da Alphatauri, em 7º.


A Ferrari, que comemorava seu 1.000º Grande Prêmio, terminou dentro da zona de pontuação com sua dupla de pilotos, Leclerc em 8º e Sebastian Vettel em 10º entre os 12 que terminaram a prova.


O monegasco largou bem na 5ª posição, chegou a brigar com Hamilton pelo 2º posto, ficou em terceiro, mas seu carro vermelho não tinha rendimento e virou alvo fácil para os adversários.


Com o Alfa Romeo equipado com motor Ferrari, Kimi Raikkonen, que recebeu uma penalidade de cinco segundos por entrar nos boxes de forma insegura, ficou no meio das duas Ferraris na nona posição.


A Williams chegou perto de marcar seu primeiro ponto na temporada, mas não deu. George Russel recebeu a bandeira quadriculada 2,2s atrás de Vettel.


Romain Grosjean, da Haas, foi o último piloto a completar as 59 voltas do Grande Prêmio da Toscana na 12ª posição.


Quatro largadas e oito carros fora:


Na largada oficial, a primeira, Hamilton não teve uma reação tão rápida e acabou superado por seu companheiro Valtteri Bottas, já o piloto da Red Bull Max Verstappen teve problemas, não conseguiu usar sua bateria de potência extra e foi sendo ultrapassado por todo mundo, até ser atingido por trás pelo Alpha Turi de Gasly, que por sua vez tinha sido prensado entre Giovinazzi e Grosjean. Só o o vencedor da corrida anterior ficou fora.


Pouco à frente, na mesma tomada, Carlos Saiz investiu para cima da Racing Point de Sérgio Peres, rodou e acabou sendo atingido por Vettel que perdeu o bico do carro na colisão, fazendo ambos irem para os boxs prematuramente e voltar no fim do pelotão.


O Safety Car entrou na pista e quando saiu, deu o sinal de que entraria no Pit já na última curca e para se defender de Hamilton, Bottas manteve um ritmo muito lento, a intenção era "dar o pé" só na linha de partida e pegar o companheiro de surpresa. Quem vinha atrás não percebeu e "encheu os carros da frente" em um acidente impressionante, que poderia ter consequências graves.


Sainz, Latif, Magnussen e Giovinazzi fora.


A corrida foi suspensa para retirada de detritos da pista. Meia hora depois, em uma nova largada, a terceira, só que dessa vez com os carros parados, Hamilton tratou de se jogar atrás do seu companheiro para pegar o vácuo e deu o troco em Bottas assumindo a primeira posição.


Quando tudo parecia que se encaminhava para o final, em alta velocidade Lance Stroll tem a suspensão traseira do seu Recing Point quebrada, sai da pista e bate forte, destruindo uma parte da proteção de pneus e provocando mais uma interrupção no GP da Toscana.


Na quarta e última largada, Hamilton se manteve à frente e Bottas perdeu a segunda para Riccardo, que no final da volta recebeu o troco e depois foi ultrapassado por Alexander Alon da Red Bull.


Confira o resultado final do Grande Prêmio da Toscana de Fórmula 1:


1) Lewis Hamilton (Mercedes) 2) Valtteri Bottas (Mercedes) 3) Alexander Albon (Red Bull/Honda) 4) Daniel Ricciardo (Renault) 5) Sergio Pérez (Racing Point/Mercedes) 6) Lando Norris (McLaren/Renault) 7) Daniil Kvyat (AlphaTauri/Honda) 8) Kimi Räikkönen (Alfa Romeo/Ferrari) 9) Charles Leclerc (Ferrari) 10) Sebastian Vettel (Ferrari) 11) George Russell (Williams/Mercedes) 12) Romain Grosjean (Haas/Ferrari) OUT) Lance Stroll (Racing Point/Mercedes) OUT) Esteban Ocon (Renault) OUT) Nicholas Latifi (Williams/Mercedes) OUT) Kevin Magnussen (Haas/Ferrari) OUT) A.Giovinazzi (Alfa Romeo/Ferrari) OUT) Carlos Sainz Jr. (McLaren/Renault) OUT) Pierre Gasly (AlphaTauri/Honda) OUT) Max Verstappen (Red Bull/Honda)


Publicidade

1/2
Mortos X Curados.png
Precisa explicar?
Curta nossa Fampage.png