• Carlos Guglielmeli

Manifestantes militares fazem manifestação e chamam Bolsonaro de 'traidor'


Foto de Alan santos/PR

No dia em que o prefeito Marcelo Crivella (Republicanos) foi alvo de operação que apura suposto esquema de corrupção na Prefeitura, o presidente Jair Bolsonaro esteve com ele e com o governador em exercício, Cláudio Castro (PSC), no Rio de Janeiro para participar da formatura de sargentos da Marinha.


Enquanto fazia um breve discurso, onde chamou o Rio de Janeiro de "terra maravilhosa" e os militares de "guardiões da democracia", cerca de 30 militares da reserva e pensionistas gritavam de fora do evento, "Bolsonaro traidor".


A classe reclama que as reformas do presidente beneficiam os grandes enquanto os mais humildes são prejudicados:


"As pensionistas, que não pagavam, são tributadas agora em 10,5%, e vai aumentar mais 1% no próximo ano. Nós (da reserva) pagávamos 7,5% e passamos a pagar 10,5%. E os generais tiveram um acréscimo de salário de quase 60%", disse Zacarias Vieira, um dos manifestantes.


"Estão nos fazendo de trouxa. Sou mãe de militar, esposa de militar, uma vida inteira... Nós não temos nem hospital. As pessoas pensam que a gente tem uma vida econômica boa. Quem tem vida econômica boa são os generais que tiveram quase 100% de aumento, escalonado", disparou Cibele Lima.



Publicidade

1/2
Mortos X Curados.png
Precisa explicar?
Curta nossa Fampage.png