• Carlos Guglielmeli

Na defensiva, Bolsonaro afirma que "faltou à Ford dizer a verdade"

Tentando se desvincular da imagem de um governo tribulado, pouco atrativo para o investimento e consequentemente para geradores de emprego, o presidente da República, Jair Bolsonaro, afirmou nesta terça-feira, 12, a apoiadores que o fechamento dos parques fabris da Ford no Brasil aconteceu porque a empresa "perdeu para a concorrência".


Bolsonaro joga para a sua plateia e fala da renúncia fiscal do governo para forde, ignorando a relação positiva de geração de emprego e encargos e tributos pagos pela montadora / Foto: Reprodução

Bolsonaro disse lamentar a escolha da montadora de encerrar a produção no País e do fechamento de 5 mil postos de trabalho, mas deixou essa situação a cargo do acaso, como se o governo nada devesse fazer para tentar manter essa quantidade de empregos: "Em um ambiente de negócios, quando não se tem lucro, se fecha. Assim é na vida e na nossa casa", disse o presidente.


Em dezembro do ano passado, a empresa anunciou um programa de investimentos de US$ 580 milhões (cerca de R$ 3,17 bilhões) na Argentina.

Segundo Bolsonaro, "faltou à Ford dizer a verdade: eles querem subsídios".


O presidente da República afirmou também que a montadora recebeu R$ 20 bilhões em renúncia fiscal e subsídios do governo e questionou aos apoiadores se estes gostariam de continuar "dando R$ 20 bilhões a eles", propositalmente sem considerar que esse valor é o acumulado desde 1919, quando a montadora chegou ao país e que a distribuição de renda e pagamentos de impostos da Ford eram positivos.

Publicidade

1/2
Mortos X Curados.png
Precisa explicar?
Curta nossa Fampage.png