• Carlos Guglielmeli

Trump autoriza transição de governo para Biden mesmo sem reconhecer sua derrota


Foto: Reuters

Após 15 dias de bloqueio da administração pública, o governo de Donald Trump autorizou o início dos procedimentos de transição para o presidente eleito Joe Biden, mas sem abrir mão de continuar travando uma batalha jurídica para reverter o resultado.


A responsável pela agência federal de administração de serviços gerais dos EUA, Emily Murphy, autorizou nesta segunda-feira, 23, a transição de governo em comunicado que permite que a equipe de Biden tenha informações sobre a atual administração.


Murphy estava sob pressão de congressistas e da equipe de Biden, que avaliam que a demora em iniciar a transição do governo para o presidente eleito representa uma ameaça à segurança nacional do país. Segundo Biden, a demora poderia inclusive representar um atraso na distribuição de vacinas contra Covid-19 nos EUA.


No Twitter, Trump afirmou ter concordado com os procedimentos. O presidente disse que a servidora federal estava sob ameaça e assédio e que continua sem reconhecer a vitória de Biden, anunciada em 7 de novembro.


"Nosso caso continua fortemente, nós vamos lutar na luta justa e acredito que vamos vencer. Mesmo assim, pelo interesse do nosso país, estou recomendando que Emily e o time dela façam o que tiver que ser feito com relação aos procedimentos iniciais, e disse ao meu time para fazer o mesmo", postou Donald Trump.


A decisão veio após a derrota do presidente nos tribunais, onde tentar reverter o resultado das eleições em estados-chave, mais recentemente no Michigan, que certificou a vitória de Biden nesta segunda-feira.

Publicidade

1/2
Mortos X Curados.png
Precisa explicar?
Curta nossa Fampage.png