• Carlos Guglielmeli

Vacinas contra o novo coronavírus testadas na Itália têm resultados positivos, segundo empresa



Os testes pré-clínicos de candidatas a vacina contra o novo coronavírus (Sars-CoV-2) realizados na Itália apresentaram resultados positivos, segundo Luigi Aurisicchio, CEO da empresa romana Takis Biotech, que conduz os estudos.

Em entrevista à Ansa, principal agência de notícias italiana, concedida na sexta-feira (10), Luigi disse que houve uma "forte produção de anticorpos" com uma única dose.

"Os primeiros resultados nos modelos pré-clínicos demonstraram a forte imunogenicidade das candidatas a vacina", declarou o CEO.


Luigi Aurisicchio informou que está trabalhando em cinco fórmulas, das quais duas se mostraram mais promissoras.

As candidatas à vacinas da Takis Biotech se baseiam em uma tecnologia chamada eletroporação, que consiste em um impulso elétrico no músculo para aumentar a permeabilidade das membranas celulares. Elas foram obtidas a partir de materiais genéticos correspondentes a diferentes partes da proteína "spike", que o vírus utiliza para agredir as células e se multiplicar.

Os resultados definitivos são esperados para meados de maio, e os testes em humanos podem começar a partir de setembro.

Publicidade

1/2
Mortos X Curados.png
Precisa explicar?
Curta nossa Fampage.png