• Carlos Guglielmeli

Vereador Zeca parte para cima de colega parlamentar durante sessão da Câmara Municipal de Valparaíso

Assista ao vídeo


A Câmara Municipal de Valparaíso registrou mais uma cena de descontrole, quebra de decoro e mal exemplo na sessão desta quarta-feira (25), quando o vereador Zeca (SD) esmurrou mesa, partiu literalmente para cima e ameaçou o colega de parlamento, Prof. Silvano (PT).

Zeca vinha discutindo, já exaltado, o problema de uma comerciante de material de construção, que estaria sendo obrigada pela Polícia Militar a fechar seu estabelecimento como medida de prevenção contra a propagação do coronavíruas, estabelecida no decreto estadual 9.637 de 17 de março.

Havia consenso entre os parlamentares de que no decreto, o Governo do Estado manteve autorizado o funcionamento das casas de material de construção, porém aquele era o momento da sessão destinada a apresentação de matérias, onde os vereadores apresentam projetos, requerimentos, indicações e outros.

A destemperança descontrole do vereador Zeca superou as de costume, quando o colega Silvano pediu uma questão de ordem ao presidente Zé Antônio (MDB), para que o regimento fosse mantido e os parlamentares apresentassem as matérias naquele momento e que o tema em questão, fosse debatido durante o expediente.

Sr. Presidente, questão de ordem, queria só solicitar à V.Exª. que neste momento a quente pudesse fazer a apresentação de matérias, que esse [caso do fechamento da casa de material de construção] é um debate importante, , tem o posicionamento do vereador Zeca, a gente no expediente, nas explicações pessoais, a gente poderia debater, estou pronto para o debate”, disse o vereador Silvano, que daí em diante viu o colega esmurrando a mesa aos berros.

Zeca partiu para cima do vereador Silvano como quem iria agredi-lo fisicamente e a turma do “deixa disso” entrou no meio para evitar as vias de fato.

Nojento, nojento, sai para lá (...) não se mete comigo, não se mete comigo não”, gritou Zeca no meio de sua defesa do suposto direito de falar sobre o fechamento da casa de materiais de construção.

O espanto causado pela reação do vereador Zeca se deu entre os pares, porque não havia nenhuma discordância a respeito de suas colocações, houve apenas uma solicitação para que o rito da casa fosse cumprido.

Depois de mais alguns gritos e noutro momento, como de costume, o vereador Zeca voltou a falar e pediu desculpas ao colega de parlamento, justificando que se exaltou por consequência do tema e do momento.

Assista ao vídeo do momento do descontrole do vereador:



Publicidade

1/2
Mortos X Curados.png
Precisa explicar?
Curta nossa Fampage.png