PF prende 5 dos 7 conselheiros do TCE-RJ e leva presidente da Câmara Legislativa carioca para depor

29/03/2017

 

A operação recebeu o nome de “Quinta do ouro” em referência ao imposto de 20% que a coroa portuguesa cobrava dos mineradores no período Brasil Colônia, dos quais 5% eram retidos pela realeza brasileira.

 

Baseados nas evidências levantadas em torno da delação do ex-presidente do TCE-RJ (Tribunal de Contas Estadual), Jonas Lopes de Carvalho Filho, a Polícia Federal prendeu hoje os conselheiros Aloysio Neves (atual presidente), Domingos Brazão, José Gomes Graciosa, Marco Antônio Alencar e José Maurício Nolasco.

 

Além dos mandatos contra os membros do Tribunal, o presidente da Câmara Legislativa do Rio, Jorge Picciani (PMDB) foi conduzido coercitivamente para depor na Superintendência da Polícia Federal e os bens de todos os envolvidos foram bloqueados.

 

A conselheira Marianna Montebello é a única integrante do tribunal fora de suspeitas da “Quinta do Ouro”.

 

O início dessa operação foi motivada por revelações da Operação Calicute que levou o ex-governador do Rio de Janeiro, Sergio Cabral e esposa para a cadeia.

 

As delações e evidências levantadas durante as investigações apuraram que para não incomodarem empreiteiras e empresas do ramo de transporte público, flagradas em irregularidades, os conselheiros cobrava, 1% de propinas sobre os contratos.

 

Apontado como coordenador da “arrecadação de propinas”, Jonas decidiu colaborar com a justiça após ser levado coercitivamente para depor em dezembro passado, ainda sob o âmbito da Operação Calicute”

Compartilhar
Twittar
Please reload

Publicidade

1/5
Últimas notícias

Brasília perde jogando em casa para o Rio Claro no NBB

21/1/2020

1/20
Please reload

Matéria_do_Brasil_dividido_em_3.png
Siga
  • Facebook do Jornal Opção do Entorno
  • Twitter do Jornal Opção do Entorno
  • Instagram do Jornal Opção do Entorno