Educação ambiental e descarte consciente do lixo passam a ser temas nas escolas municipais de Valparaíso

25/01/2018

 

A Secretaria de Educação em parceria com a Secretaria de Meio Ambiente de Valparaíso lançaram nessa quinta-feira, 25/01, o projeto “Minha Cidade Limpa”, que vai inserir temas como a preservação ambiental, descarte consciente do lixo e limpeza urbana nas salas de aula da rede pública de ensino.

 

Essa iniciativa coloca Valparaíso num grupo restrito de apenas 25% dos municípios brasileiros, que adotam esses assuntos oficialmente nas escolas. A princípio o tema central anunciado é o descarte consciente do Lixo e a preservação dos espaços públicos, o que justifica o nome do projeto.

 

Valparaíso produz cerca de 120 Toneladas de lixo residencial por dia, leva vantagem sobre cerca de 80% dos municípios brasileiros porque desde 2008, quando a então prefeita Leda Borges resolveu o problema do lixão do Pacaembu, dispensa seus resíduos em um aterro apropriado, porém essa produção é elevada e por “cultura”, ainda há muito descarte em locais e de forma errada.

 

A ideia é educar a próxima geração para que ela produza menos lixo e o que produzir seja descartado corretamente. Além disso, fazer essa nova geração melhor uma espécie de multiplicadora da ideia.

 

O futuro cidadão valparaisense precisa carregar em si a responsabilidade com o meio ambiente e com os espaços públicos, que são seus”, disse a secretária de educação, prof. Rudilene Nobre.

 

Sediada na cidade, a ONG Programando o Futuro, que já desenvolve o projeto Metareciclagem, vai entrar em parceria com as duas secretarias para disponibilizar pontos de coleta de lixo eletrônico em todas as escolas municipais.

 

Ouve-se muito falar em meio ambiente, porém poucos melhoram suas práticas e levar esse assunto para o momento em que as crianças estão absorvendo educação, pode nos proporcionar resultados futuros muito significativos”, disse o biólogo da Secretaria Municipal de Meio Ambiente, Agmar Gonçalves, que palestrou dentro da "Jornada Pedagógica" para os diretores, supervisores e coordenadores de todas escolas da rede municipal de ensino dentro.

 

Valparaíso recebe cerca de 15 mil novos moradores por ano, por isso uma sociedade engajada nos assuntos coletivos pode e deve atenuar problemas com a simples adequação de hábitos.

 

 

 

Compartilhar
Twittar
Please reload

Publicidade

1/5
Últimas notícias

Lêda Borges cobra obras de manutenção no restaurante cidadão...

5/12/2019

1/20
Please reload

Matéria_do_Brasil_dividido_em_3.png
Siga
  • Facebook do Jornal Opção do Entorno
  • Twitter do Jornal Opção do Entorno
  • Instagram do Jornal Opção do Entorno