PF deflagra nova fase da Lava Jato que investiga desvios na saúde pública

 

 

Batizada com o nome de “Ressonância”, a Polícia Federal deflagrou nesta quarta-feira (4) mais uma operação no âmbito da Lava Jato.

 

O alvo desta nova fase é desarticular organização criminosa acusada de formar cartéis na área de saúde. Segundo a PF, empresas fraudavam licitações destinadas ao fornecimento de equipamentos médicos e materiais hospitalares para a Secretaria Estadual de Saúde Do Rio de Janeiro e para o Instituto Nacional de Traumatologia (Into).

 

São investigadas 37 empresas suspeitas de crimes como formação de cartel, corrupção, fraude em licitações, organização criminosa e lavagem de dinheiro.

 

 

A ação, cujas investigações se desenvolvem conjuntamente com o Ministério Público Federal no Rio de Janeiro (MPF), ocorre a partir de elementos colhidos na Operação Fratura Exposta, deflagrada pela força-tarefa da Lava Jato no Rio em abril do ano passado.

 

 

A operação contou com a participação de cerca de 180 agentes federais, que cumprem 13 mandados de prisão preventiva; nove mandados de prisão temporária e 43 mandados de busca e apreensão distribuídos entre Rio de Janeiro, São Paulo, Paraíba, Minas Gerais e Distrito Federal.

Compartilhar
Twittar
Please reload

Publicidade

1/5
Últimas notícias

Ferrari dá prazo para Vettel mostrar resultado e decidir sob...

15/12/2019

1/20
Please reload

Matéria_do_Brasil_dividido_em_3.png
Siga
  • Facebook do Jornal Opção do Entorno
  • Twitter do Jornal Opção do Entorno
  • Instagram do Jornal Opção do Entorno