O empresário Joesley Batista da JBS é preso novamente, suspeito de crimes junto ao Ministério da Agricultura

 

O empresário Joesley Batista, dono da JBS Friboi, foi preso novamente, agora pela Operação Capitu, deflagrada nesta sexta-feira (9) pela Polícia Federal.

 

Ele é suspeito de envolvimento no pagamento de propina a servidores e agentes políticos que atuavam no Ministério da Agricultura e na Câmara dos Deputados.

 

Além de Joesley, foi preso o ex-ministro da Agricultura e atual vice-governador de Minas Gerais, Antônio Andrade (MDB). 

Ao todo, 63 mandados de busca e apreensão e 19 de prisão temporária estão sendo cumpridos, a pedido do Tribunal Regional Federal da 1ª Região, em Minas Gerais, São Paulo, Rio de Janeiro, Mato Grosso, Paraíba e no Distrito Federal.

 

A operação é baseada na delação de Lúcio Funaro, apontado como operador do MDB. 

Segundo as investigações, havia um esquema de arrecadação de propina dentro do Ministério da Agricultura para beneficiar políticos do MDB, que recebiam dinheiro da JBS Friboi, em troca de medidas para beneficiar as empresas dos  irmãos Joesley e Wesley Batista.

 

Em nota, a defesa de Joesley informou que a prisão de seu Cliente foi recebida com "estranheza" já que o empresário tem um acordo de colaboração com a justiça, acordo que estaria sendo cumprido "à risca".

 

Compartilhar
Twittar
Please reload

Publicidade

1/5
Últimas notícias

Deputada Lêda Borges "denuncia" a destruição dos p...

6/12/2019

1/20
Please reload

Matéria_do_Brasil_dividido_em_3.png
Siga
  • Facebook do Jornal Opção do Entorno
  • Twitter do Jornal Opção do Entorno
  • Instagram do Jornal Opção do Entorno