Jayme Rincon, ex-presidente da Agência Goiana de Transportes e Obras, volta a ser preso pela PF

 

O ex-presidente da Agetop (Agência Goiana de Transportes e Obras) Jayme Rincon e o presidente da Codego (Companhia de Desenvolvimento de Goiás), Júlio Vaz, entre outros, foram presos na Operação Confraria, deflagrada pela Polícia Federal na manhã desta quinta-feira (6).

 

Desdobramento da Cash Delivery, a Operação Confraria tem como objetivo desarticular organização criminosa voltada para cobrança, recebimento e ocultação de valores indevidos no âmbito da Codego.

 

O nome da operação faz alusão às frequentes reuniões entre os investigados, com o fim de planejarem as atividades ilícitas. Segundo a Polícia Federal, a maioria organizadas por Jayme.

 

Está é a segunda vez que o ex-presidente da Agetop é preso em três meses. A Operação Cash Delivery já havia prendido Jayme Rincon e mais quatro suspeitos pelos crimes de lavagem de dinheiro, associação criminosa e corrupção em setembro deste ano.

 

Através de nota oficial, o Governo Estadual informou que “acompanha com atenção os desdobramentos da Operação Confraria, da Polícia Federal, realizada na manhã desta quinta-feira” e ressaltou que já foi determinado o afastamento dos servidores, citados na Operação. Segundo a assessoria, “o Governo de Goiás enfatiza ainda que apoia e colabora com todas as investigações do Ministério Público Federal e da Polícia Federal”.

Compartilhar
Twittar
Please reload

Publicidade

1/5
Últimas notícias

Lêda Borges cobra obras de manutenção no restaurante cidadão...

5/12/2019

1/20
Please reload

Matéria_do_Brasil_dividido_em_3.png
Siga
  • Facebook do Jornal Opção do Entorno
  • Twitter do Jornal Opção do Entorno
  • Instagram do Jornal Opção do Entorno