Sem acordo, sindicatos endurecem com Caiado e Greve Geral passa a ser possibilidade

 

A fala da secretária Cristiane Schmidt, dita nesta quinta-feira (17) pela manhã em uma entrevista coletiva parece ter mexido com o brio dos dirigentes sindicais e de associações que representam os servidores públicos do estado de Goiás.

 

Titular da Sefaz (Secretaria de Fazenda de Goiás), vinda do Rio de Janeiro importada pelo governador Ronaldo Caiado (DEM), Cristiane endureceu o tom e declarou que só deve começar a pagar os salários atrasados do funcionalismo público apenas em março e de maneira parcelada.

 

A resposta veio em reunião com o secretário de governo Ernesto Roller, que representou o governador ausente. 

 

Os representantes da categoria não deixaram por menos e exigem a quitação completa dos atrasados em, no máximo, duas parcelas cujo a primeira deve ser depositada ainda em janeiro e a segunda até o final de fevereiro, “caso contrário o estado vai parar imediatamente”, disse um sindicalista.

 

Sem acordo, Roller marcou uma nova reunião com os classistas para esta sexta-feira (18) às 14h.

 

Dos batalhões da Polícia Militar do estado vêm boatos de que a partir dessa reunião, caso não haja acordo, a corporação vai começar uma “operação branca” onde os agentes de segurança se apresentam ao serviço, mas não vão às ruas em serviços de rotina, atendendo apenas chamados de emergência.

 

Para a presidente do Sindicato dos Trabalhadores da Educação (SINTEGO), Bia de Lima, "não dá para o servidor público pagar essa conta”.

 

"Nós queremos começar o ano letivo (21/Jan) só que o governo tem que dar as condições para o nosso pessoal trabalhar, caso contrário não tem como", disse a sindicalista dando a entender que os professores podem não estar nas escolas para receber os alunos no primeiro dia de aula, caso o impasse não esteja resolvido.

 

Compartilhar
Twittar
Please reload

Publicidade

1/5
Últimas notícias

Lêda Borges cobra obras de manutenção no restaurante cidadão...

5/12/2019

1/20
Please reload

Matéria_do_Brasil_dividido_em_3.png
Siga
  • Facebook do Jornal Opção do Entorno
  • Twitter do Jornal Opção do Entorno
  • Instagram do Jornal Opção do Entorno