Tragédia de Brumadinho - Estimativa do corpo de bombeiros e do presidente da vale coincidem em 150 desaparecidos

 

Em entrevista coletiva concedida na noite desta sexta (25), o presidente da mineradora Vale, responsável pela barragem que eclodiu em Brumadinho (MG), afirmou que cerca de 427 funcionários estavam trabalhando próximo ao local no momento do rompimento da estrutura. Desses, cerca de 279 foram localizados, segundo a empresa.

 

A informação coincide com os cálculos do Corpo de Bombeiros de Minas Gerais, que atualizou para 150 o número de desaparecidos.

 

Fábio Schvartsman comparou o desastre de hoje com o de três anos atrás, também em Minas, numa barreira operada pela Samarco, que é controlada pela Vale.

 

A tragédia humana será muito maior do que a de Mariana. Estamos falando de uma quantidade grande de vítimas, mas possivelmente o dano ambiental será menor”, disse ele.

 

A barragem de Brumadinho estava inativa, sem receber rejeitos, a 3 anos e tinha uma capacidade de 12,7 milhões de metros cúbicos, cerca de ¼ da capacidade da barragem de Mariana que estourou em 2015.

 

(Clique nas imagens para ampliá-las)

 

 

Compartilhar
Twittar
Please reload

Publicidade

1/5
Últimas notícias

Lêda Borges cobra obras de manutenção no restaurante cidadão...

5/12/2019

1/20
Please reload

Matéria_do_Brasil_dividido_em_3.png
Siga
  • Facebook do Jornal Opção do Entorno
  • Twitter do Jornal Opção do Entorno
  • Instagram do Jornal Opção do Entorno