Senador novato, Davi Alcolumbre, desbanca Renan Calheiros e é eleito Presidente do Senado Federal

 

A sessão para escolher quem ocupará a presidência do Senado pelos próximos dois anos se iniciou na tarde de sexta (1), mas foi suspensa e adiada para este sábado (2), devido ao impasse sobre o voto secreto ou aberto.

 

Com pouco mais cerca de 9 horas de sessão, Davi Alcolumbre (DEM-AP) foi eleito  com 42 dos 77 votos.

 

Aos 41 anos e em seu primeiro mandato como Senador da República, o parlamentar exibiu a habilidade das “velhas raposas” da política nacional. Na sexta-feira conseguiu se manter na presidência interina da casa e aprovou o voto aberto, que teoricamente prejudicaria Renan Calheiros (MDB-AL). No dia seguinte consolidou-se definitivamente como antagonista do emedebista.

 

A segunda cartada de mestre de Alcolumbre, decisiva para a sua vitória, foi justamente potencializar essa polarização entre ele e Calheiros.

 

Para não correr o risco de serem presididos pelo multi-processado do MDB e nadar contra a pressão popular os também candidatos, Major Olímpio (PSL-SP), Simone Tebet (MDB-MS) e Álvaro Dias (Podemos-PR) desistiram da disputa em favor do Democrata.

 

Na primeira tentativa de votação, um erro, foram depositados 82 votos na urna, sendo que só há 81 senadores. O estopim para mais debate acirrado, mas mesmo que aquela apuração tenha sido cancelada, serviu para revelar a provável vitória de Davi.

 

Apesar de uma liminar concedida pelo presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), ministro Dias Toffoli, determinando a votação secreta, boa parte dos senadores declararam seus votos em Davi e alguns poucos em Esperidião Amin (PP-SC), por isso, percebendo a derrota eminente, na segunda tentativa de eleição, Renan Calheiros desistiu de concorrer.

 

Confira o resultado da eleição:

 

Davi Alcolumbre (DEM-AP): 42 votos

Esperidião Amin (PP-SC): 13 votos

Ângelo Coronel: (PSD-BA): 8 Votos

Reguffe (sem partido): 6 votos

Renan Calheiros (MDB-AL): 5 Votos

Fernando Collor (PROS-AL): 3

 

Quatro senadores não votaram, Jader Barbalho, Renan Calheiros e Eduardo Braga, ambos do MDB e Maria do Carmo do DEM

Compartilhar
Twittar
Please reload

Publicidade

1/5
Últimas notícias

Lêda Borges cobra obras de manutenção no restaurante cidadão...

5/12/2019

1/20
Please reload

Matéria_do_Brasil_dividido_em_3.png
Siga
  • Facebook do Jornal Opção do Entorno
  • Twitter do Jornal Opção do Entorno
  • Instagram do Jornal Opção do Entorno