Secretária do governo Caiado recebe supersalário de R$ 42 mil enquanto servidores e aposentados ainda amargam calote de dezembro

13/02/2019

 

A secretária de fazenda do governador Ronaldo Caiado (DEM), Cristiane Schmidt recebeu seu primeiro salário como titular da pasta que define os rumos econômicos do estado.

 

Entre salário, 13º salário pago no mês de seu aniversário e auxílio hospedagem, Schmidt embolsou pouco mais que R$ 42 mil, tudo dentro da normalidade técnica e legal, porém contestável sob o ponto de vista de vários seguimentos da sociedade goiana que sofrem com atrasos salariais dos servidores públicos.

 

No dia 4 de janeiro Cristiane declarou não saber se manteria a política de pagamento do 13º salário no mês de aniversário dos servidores, implantada por Marconi Perillo.

 

Tenho que analisar esta situação, não sei. Me pergunte daqui a um mês” disse a secretária que se beneficiou da política dos governos passados, a quem responsabiliza pelo suposto mau momento econômico do estado.

 

Nesta terça-feira (12) o Sintego (Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado de Goiás) entrou com pedido de Liminar na 5ª Vara da Fazenda Pública, pedindo à justiça que obrigue o estado a pagar os salários e o 13º dos aposentados, atrasados desde dezembro.

 

No mesmo dia, o site Goiás 24 Horas publicou uma reportagem feita com um professor da rede estadual que está fazendo bico, limpando quintais para ganhar dinheiro e quitar suas dívidas.

 

Em 22 de janeiro o Jornal Opção do Entorno trouxe relatos de servidores públicos estaduais que tiveram e energia e a água de suas casas cortadas por falta de pagamento, consequência do atraso nos salários de dezembro.

 

Sob o ponto de vista legal não há o que questionar a respeito do “gordo contracheque” da secretária, porém, esses e outros fatos, justificam a grande repercussão negativa no estado.

Compartilhar
Twittar
Please reload

Publicidade

1/5
Últimas notícias

Ferrari dá prazo para Vettel mostrar resultado e decidir sob...

15/12/2019

1/20
Please reload

Matéria_do_Brasil_dividido_em_3.png
Siga
  • Facebook do Jornal Opção do Entorno
  • Twitter do Jornal Opção do Entorno
  • Instagram do Jornal Opção do Entorno