Prefeita de Novo Gama, Sônia Chaves, é acusada de corrupção ao destinar R$ 105 Mil para arbitragem de futebol amador

 

O vereador de Novo Gama, Christovam Machado (PSDC), apresentou denúncia ao MP (Ministério Público) contra a prefeita Sônia Chaves (PSDB) por indícios de superfaturamento em licitações na Secretaria de Cultura e Esportes.

 

Recentemente a chefe do executivo novo-gamense destinou R$ 105 mil do orçamento municipal para a Secretaria de Esportes, comandada pelo Junior da Cultura, para pagar exclusivamente a arbitragem do campeonato de futebol amador da cidade.

 

Conforme informações levantadas pelo Jornal Opção do Entorno, os árbitros de futebol amador na região ganham em média de R$ 80 à R$ 100 por partida, portando tomando como base o valor mais alto e o fato de que faltam 255 dias para o fim do ano, seriam necessários 1.050 jogos neste campeonato, ou 4,12 jogos por dia, sem folgar nenhum, até 31 de dezembro para aplicar a verba.

 

Perguntado, o vereador Christovam disse à redação que se tiver muito, Novo Gama tem cerca de 30 times para jogar o tal campeonato, e caso as regras fossem parecidas às do Brasileirão, com pontos corridos, seriam realizados apenas 58 jogos pagando R$ 1.810,34 por cada arbitragem.

 

Um valor quase 20 vezes maior que o praticado normalmente na região.

 

Segundo o vereador ainda há outras suspeitas tão graves quanto, também gerenciadas pelo mesmo secretário municipal, Junior da Cultura. A prefeitura de Novo Gama teria gasto cerca de R$ 150 mil no patrocínio da Via Sacra realizada na cidade, cujo as divisões dos valores mais alarmantes são:

 

·         R$ 28 mil pagos pela filmagem do evento realizado em apenas um dia;

·         R$ 30 mil destinados a um Painel de Led;

·         R$ 30 mil foi o valor apenas do som;

·         R$ 18 mil gastos em fogos de artifício;

·         R$ 36 mil custou a arquibancada de metal;

·         R$ 3,6 mil custou o aluguel de uma tenta medindo 10 X 10m.

 

O vereador diz que sua denúncia não é contra o esporte, à cultura ou à manifestação religiosa, mas sim contra o uso disso para desviar dinheiro público, crime do qual o desportista, o artista e os religiosos não participam. “Há exageros evidentes nisso tudo” disse Chistovam Machado.

Veja o vídeo de denúncia feito pelo vereador de Novo Gama, Goiás:

 

 

Compartilhar
Twittar
Please reload

Publicidade

1/5
Últimas notícias

Autores de assassinato por ponto de tráfico de drogas são pr...

14/11/2019

1/20
Please reload

Matéria_do_Brasil_dividido_em_3.png
Siga
  • Facebook do Jornal Opção do Entorno
  • Twitter do Jornal Opção do Entorno
  • Instagram do Jornal Opção do Entorno