PSDB deve lançar um código de ética para agilizar punição à filiados flagrados ou condenados por corrupção

 

O PSDB (Partido da Social Democracia Brasileira) confirmou nesta terça-feira (21) que o ex-presidente nacional da legenda Eduardo Azeredo, preso desde 23 de maio de 2018 pelo esquema conhecido como mensalão mineiro, pediu desfiliação do partido.

 

Essa notícia trouxe à tona informações de que a legenda vai endurecer seus procedimentos contra filiados flagrados, suspeitos e ou condenados por corrupção. O texto que facilita o afastamento e até a expulsão de seus membros deve ser adicionado ao estatuto do PSDB durante a sua convenção nacional, que será realizada no próximo dia 31 de maio.

 

Nos bastidores do ninho dos tucanos é unânime a opinião de que o governador de São Paulo, João Dória, dono tem um perfil considerado mais enérgico nas declarações e nas tomadas de decisão, deve exercer forte influência na composição da nova direção da legenda, e segundo analistas essa pode ser a grande jogada pela a recuperação da imagem do partido.

Compartilhar
Twittar
Please reload

Publicidade

1/5
Últimas notícias

Pesquisa mostra queda na expectativa positiva do governo Bol...

17/1/2020

1/20
Please reload

Matéria_do_Brasil_dividido_em_3.png
Siga
  • Facebook do Jornal Opção do Entorno
  • Twitter do Jornal Opção do Entorno
  • Instagram do Jornal Opção do Entorno