Hamilton vence de ponta a ponta um GP da França sem nenhuma emoção

23/06/2019

 

Lewis Hamilton conquistou sua quarta vitória do ano no Grande Prêmio da França realizado neste domingo (23). Foi mais uma dobradinha da Mercedes em uma corrida sem emoções.

 

No final da primeira volta, Hamilton já tinha 1,8s de vantagem para seu companheiro Valtteri Bottas que no final chegou como largou, em segundo, 15 segundos atrás.

 

Charles Leclerc, da Ferrari, completou o pódio na terceira posição, a mesma na qual largou. O monegasco se aproximou perigosamente de Bottas nas 2 últimas voltas finais, mas não conseguiu ultrapassar o finlandês nos únicos momentos emocionantes da prova.

 

Max Verstappen fez uma corrida tranquila para terminar na 4ª posição, também como largou. Já seu companheiro de Red Bull, Pierre Gasly, terminou fora da zona de pontuação em 11º.

 

Sebastian Vettel, sétimo colocado no grid de largada, ganhou duas posições durante a corrida para terminar em quinto. Somando 11 pontos, já que garantiu o ponto extra pela volta mais rápido no último giro em Paul Ricard.

 

A McLaren confirmou a melhora do seu forte desempenho na França, e parecia que terminaria nas 6ª e 7ª posições, mas Lando Norris teve problemas em sua caixa de câmbio e acabou caindo para a 10ª posição.

 

Carlos Sainz foi o sexto colocado, à frente de Daniel Ricciardo, Kimi Raikkonen e Nico Hulkenberg.

 

Após a corrida, Ricciardo recebeu duas penalidades de tempo e acabou caindo para a 11ª posição do grid. Ricciardo terminou a corrida na sétima posição depois de uma disputa na última volta com Norris, Raikkonen e Hulkenberg.

 

A primeira penalidade foi aplicada no australiano já que os comissários consideraram que ele voltou perigosamente à pista, depois de ultrapassar Norris na Curva 8.

 

Os comissários relataram que Ricciardo saiu da pista e voltou de forma insegura forçando Norris a sair da pista para evitar uma colisão.

 

Uma segunda penalidade foi comunicada pelos comissários que acreditaram que Ricciardo obteve uma “vantagem considerável”, depois de cruzar o limite da pista para fazer a ultrapassagem em Raikkonen.

 

Os comissários afirmaram que Raikkonen não se moveu para direita enquanto Ricciardo estava atacando-o e ele “não forçou Ricciardo para fora da pista.”

 

A penalidade de tempo promove Raikkonen, Hulkenberg, Norris e Pierre Gasly para as 7ª, 8ª, 9ª e 10ª posições respectivamente.

 

Foi outro dia complicado para a Haas, responsável pelo único abandona da corrida, quando Romain Grosjean voltou com sua VF-19 aos boxes e parou. Kevin Magnussen também sofreu com a falta de ritmo em Paul Ricard, e terminou apenas na 17ª posição.

 

A Racing Point superou a Toro Rosso na classificação final, enquanto Sergio Perez terminou mais de cinco segundos à frente de seu companheiro de equipe Lance Stroll. Daniil Kvyat foi o 14º a Alexander Albon o 15º.

 

A Fórmula 1 retorna na próxima semana com o Grande Prêmio da Áustria, 9ª etapa da temporada 2019 da F1.

 

Confira o resultado final do GP da França:

1) Lewis Hamilton (Mercedes)
2) Valtteri Bottas (Mercedes)
3) Charles Leclerc (Ferrari)
4) Max Verstappen (Red Bull/Honda)
5) Sebastian Vettel (Ferrari)
6) Carlos Sainz Jr. (McLaren/Renault)
7) Kimi Räikkönen (Alfa Romeo/Ferrari)
8) Nico Hülkenberg (Renault)
9) Lando Norris (McLaren/Renault)
10) Pierre Gasly (Red Bull/Honda)
11) Daniel Ricciardo (Renault)
12) Sergio Pérez (Racing Point/Mercedes)
13) Lance Stroll (Racing Point/Mercedes)
14) Daniil Kvyat (Toro Rosso/Honda)
15) Alexander Albon (Toro Rosso/Honda)
16) A.Giovinazzi (Alfa Romeo/Ferrari)
17) Kevin Magnussen (Haas/Ferrari)
18) Robert Kubica (Williams/Mercedes)
19) George Russell (Williams/Mercedes)
20) Romain Grosjean (Haas/Ferrari) "Abandonou"

Compartilhar
Twittar
Please reload

Publicidade

1/5
Últimas notícias

Lêda Borges cobra obras de manutenção no restaurante cidadão...

5/12/2019

1/20
Please reload

Matéria_do_Brasil_dividido_em_3.png
Siga
  • Facebook do Jornal Opção do Entorno
  • Twitter do Jornal Opção do Entorno
  • Instagram do Jornal Opção do Entorno