Fernando Haddad é condenado a 4 anos de reclusão pela prática de Caixa 2 eleitoral

20/08/2019

 

O juiz eleitoral da 1ª Zona Eleitoral, Francisco Carlos Inouye Shintate, condenou o ex-candidato a presidente da república pelo PT, Fernando Haddad a quatro anos e meio de prisão, em regime semiaberto, pelo crime de falsidade ideológica para fins eleitorais, o famoso Caixa 2.

 

Segundo a sentença, nas eleições de 2012, quando Haddad concorreu à reeleição como prefeito de São Paulo, sua prestação de contas apresentou 258 declarações falsas, de gráficas que não teriam prestado o serviço.

 

Na decisão o juiz alega que as gráficas não apresentaram condições suficientes para a impressão dos materiais, pois elas não tinham funcionários, não comprovaram a aquisição de matéria prima e não demonstraram nem aumento no consumo de energia no período em que estariam fazendo as impressões.

 

A defesa do petista anunciou que recorrerá da decisão. Ela disse que testemunhas e documentos comprovam que os gastos declarados foram apresentados e que a sentença é nula por carecer de lógica, já que ninguém pode ser condenado por algo que não foi acusado.

 

"Esse nunca foi o objeto da ação, nunca fui chamado a responder essa questão, nenhuma das testemunhas foi questionada sobre isso.", disse Haddad em nota.

Compartilhar
Twittar
Please reload

Publicidade

1/5
Últimas notícias

Setor de Serviços tem alta em setembro e elimina perdas de 2...

12/11/2019

1/20
Please reload

Matéria_do_Brasil_dividido_em_3.png
Siga
  • Facebook do Jornal Opção do Entorno
  • Twitter do Jornal Opção do Entorno
  • Instagram do Jornal Opção do Entorno