Megaleilão do pré-sal tem resultado ruim, desmente disposição estrangeira para investir no Brasil e frustra prefeitos como Pábio Mossoró

06/11/2019

 

Se alcançasse os R$ 106 bilhões divulgados e esperados pelo Governo Federal, Valparaíso de Goiás receberia cerca R$ 8 milhões referenda ao megaleilão da chamada cessão onerosa, realizada nesta quarta-feira (06), porém o resultado do pregão ficou em apenas 66% das estimativas.

 

O apetite do investidor estrangeiro pelo mercado brasileiro parece não estar no nível que o presidente Jair Bolsonaro vem festejando, com dois blocos a venda encalhados e nada de ágio sobre as reservas comercializadas, a quantia arrecadada no megaleilão do pré-sal ficou em R$ 69,96 bilhões.

 

Do valor obtido, uma parcela fixa de R$ 34,6 bilhões ficará com a Petrobras, como parte da revisão do contrato de exploração da área. Já o valor restante vai ser dividido da seguinte forma:

  • R$ 5,3 bilhões para os estados, menos o Rio de Janeiro;

  • R$ 5,3 bilhões para os municípios;

  • R$ 2,2 bilhões para o Rio de Janeiro;

  • R$ 23 bilhões para o Governo Federal;

O estado de Goiás que esperava receber até dezembro R$ 277,03 milhões, vai ter que ficar feliz com R$ 185,5 milhões, já o prefeito Pábio Mossoró de Valparaíso, que esperava os R$ 8 milhões mencionados, vai ter que se contentar com R$ 5,36 milhões.

 

Na noite anterior a euforia era tanta, que dos corredores do Planalto vieram rumores de que a expectativa era mesmo um ágio em torno de 10 a 15%, pois esse leilão era comparado à venda que petroleiras de médio porte, pois as reservas de petróleo já eram conhecidas e estavam prontas para serem exploradas. Foi muito atípico, segundo analistas.

Compartilhar
Twittar
Please reload

Publicidade

1/5
Últimas notícias

Autores de assassinato por ponto de tráfico de drogas são pr...

14/11/2019

1/20
Please reload

Matéria_do_Brasil_dividido_em_3.png
Siga
  • Facebook do Jornal Opção do Entorno
  • Twitter do Jornal Opção do Entorno
  • Instagram do Jornal Opção do Entorno