Lutador americano que chamou o Brasil de chiqueiro sai do UFC 245 quebrado e humilhado

15/12/2019

 Foto: mashviral.com

 

Marcado por declarações polemicas, o lutador do UFC, Colby Covington, foi nocauteado pelo nigeriano Kamaru Urman na madrugada deste domingo (15) em Las Vegas.

 

Em 2017, quando esteve em São Paulo e derrotou o brasileiro Demian Maia, Colby respondeu às vaias da torcida com a seguinte declaração: “Brasil você é um chiqueiro. Todos vocês são imundos”.

 

Durante entrevista concedida antes da luta, sentado ao lado do adversário, o americano fez uma comparação racista entre a sua família e a no nigeriano imigrante, “a minha família já serviu na Guerra da Corea, na Guerra do Vietnã, minha família derramou sangue por essa bandeira. O que a família dele fez pela América além de servir na penitenciária federal?", ironizou Covington.

 

Na mesma entrevista, Usman, que se mudou da Nigéria para os Estados unidos com 8 anos, dizia estar ansioso para enfrentar Colby Couvington.

 

Essa luta é mais do que um cara falando merda. Essa luta significa muito pra mim. Quanto eu tiver a chance de por minhas mãos nesse cara, saiba que é ira de todo imigrante nesse país que eu vou colocar nele” profetizou o nigeriano.

 

Dito e feito, enquanto Urman era anunciado campeão dos meio-médio (até 77Kg), Colby saia do octógono, correndo para o vestiário com a mandíbula quebrada.

 

Após o nocautear o “fanfarrão”, Kamaru Urman dedicou a manutenção de seu cinturão ao Brasil e ao mundo todo, causando grande comoção nos internautas brasileiros, que por sua vez agradeceram o ato.

Compartilhar
Twittar
Please reload

Publicidade

1/5
Últimas notícias

Pesquisa mostra queda na expectativa positiva do governo Bol...

17/1/2020

1/20
Please reload

Matéria_do_Brasil_dividido_em_3.png
Siga
  • Facebook do Jornal Opção do Entorno
  • Twitter do Jornal Opção do Entorno
  • Instagram do Jornal Opção do Entorno